Notícias

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) vendeu todas as quatro áreas ofertadas na 5ª Rodada de Partilha da Produção no Pré-sal, realizada dia 28/9, com ágio de 170,58%, em relação ao percentual de excedente em óleo, e geração de R$ 1 bilhão em investimentos previstos na área de exploração nos próximos anos. Na Bacia de Santos, o Bloco de Saturno foi arrematado pelo consórcio Shell Brasil e Chevron Brasil, com percentual de excedente em óleo de 70,20%; o Bloco Titã pela ExxonMobil Brasil e QPI Brasil, com excedente em óleo de 23,49%; e Pau Brasil pela BP Energy, CNOOC Petroleum e Ecopetrol, com excedente de 63,79%. Na Bacia de Campos, o Bloco Sudoeste de Tartaruga Verde, foi adquirido pela Petrobras, que manteve o valor mínimo de excedente em óleo exigido na rodada (10,01%).

O presidente da Pré-Sal Petróleo, Ibsen Flores Lima, comemorou o resultado do leilão. "Esse resultado consolida o regime de partilha. Ganhamos novos operadores e mais uma consorciada. É muito positiva essa diversificação para aumentar ainda mais a troca de experiências e o trabalho colaborativo que temos construído como gestores dos contratos de partilha da produção", afirmou.

Com este resultado, dois novos operadores passam atuar no regime de partilha: ExxonMobil e BP Energy. Hoje atuam como operadores neste regime a Petrobras, a Equinor e a Shell. Além disso, a estatal colombiana Ecopetrol faz sua estreia no regime. Com esse cenário, a Pré-Sal Petróleo passa a fazer a gestão de 14 contratos de partilha.

O secretário executivo do Ministério das Minas e Energia, Márcio Félix, disse que o resultado do leilão demonstra confiança no país e ressaltou que o investimento das empresas que arremataram blocos nesta rodada será certamente muito superior ao volume de R$ 1 bilhão com o qual se comprometeram. O diretor-geral da ANP, Décio Oddone, afirmou que a diversificação de empresas operadoras na partilha é muito positiva, trazendo redução de riscos e diferentes fontes de financiamento para os novos projetos. Segundo ele, com o preço do barril do petróleo a US$ 70, a 5ª Rodada representará uma arrecadação de R$ 240 milhões para o governo. "O resultado do leilão foi extraordinário, com 100% dos blocos vendidos. Se considerado todos os leilões de partilha, 93% dos blocos foram arrematados, o que vai gerar uma arrecadação de R$ 1,2 trilhão para a União, estados e municípios", afirmou Oddone.

 

Bacia Setor Bloco em oferta Consórcio Vencedor Bônus de assinatura (R$) Percentual Ofertado de excedente em óleo (%)
Santos SS-AUP1 Saturno Shell Brasil (50%) e Chevron Brasil (50%) 3.125.000.000,00 70,20
SS-AUP1 Titã ExxonMobil Brasil (64%) e QPI Brasil (36%) 3.125.000.000,00 23,49
SS-AUP2 Pau-Brasil BP Energy (50%), CNOOC (30%) e Ecopetrol (20%) 500.000.000,00 63,79
Campos SC-AP5 Sudoeste de Tartaruga Verde Petrobras (100%) 70.000.000,00 10,01