Notícias

Vencedores adquiriram toda a produção de cada uma das três áreas e remunerarão a União a cada retirada de carga

São Paulo, 31 de agosto de 2018 - A Pré-Sal Petróleo vendeu, hoje (31/8), na B3, a produção proveniente da Área de Desenvolvimento de Mero (Contrato de Partilha de Libra) e dos Campos de Lula e Sapinhoá, na bacia de Santos. "Considero o resultado desse leilão um sucesso absoluto. Conseguimos comercializar os três lotes, sendo os lotes de Mero e Sapinhoá por três anos e o de Lula por um ano, gerando uma arrecadação futura da ordem de 3,260 bilhões de reais para os cofres da União, por meio do Fundo Social, educação e saúde", comemorou o diretor-presidente da Pré-Sal Petróleo, Ibsen Flores Lima.

A proponente Petrobras demonstrou interesse nos contratos provenientes de dois lotes. Os contratos dos lotes de Mero e Sapinhoá foram arrematados pelo Preço de Referência do Petróleo (PRP) publicado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). Já o contrato do Campo de Lula foi arrematado pela proponente Total E&P, em contrato de 12 meses, com ágio de R$ 1 por metro cúbico de petróleo sobre o preço de referência (PRP). Os vencedores irão remunerar a União a cada retirada de carga, de acordo com o preço ofertado.

Sobre os lotes

Área de Desenvolvimento de Mero

Em 36 meses, a produção estimada da União é de 10,6 milhões de barris de petróleo. Contrato de partilha assinado em dezembro de 2013. A 170 quilômetros do litoral do estado de Rio de Janeiro, a área faz parte da Bacia de Santos e é explorada por um consórcio formado pela Petrobras (operadora, com 40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e CNOOC (10%).

Sapinhoá

Em 36 meses, a produção estimada da União é de 600 mil barris de petróleo. Contrato de partilha assinado em 30 de janeiro de 2017. A área faz parte da Bacia de Santos e é explorada por um consórcio formado pela Petrobras (operadora, com 45%), Shell (30%) e Repsol (25%).

Lula

Em 12 meses, a produção estimada da União é de 1,1 milhão de barris de petróleo. Contrato em regime de concessão. O campo de Lula é o principal produtor do pré-sal e está localizado na Bacia de Santos. Desde 2014 foi firmado um Acordo de Individualização da Produção (AIP) entre o consórcio e a União. O campo de Lula, do consórcio BM-S-11, é operado pela Petrobras (65%), com os sócios Shell (25%) e Petrogal (10%).

Para saber mais sobre a operação acesse o Edital.

Sobre a Pré-Sal Petróleo

A Pré Sal Petróleo é uma empresa pública vinculada ao Ministério de Minas e Energia (MME), criada em novembro de 2013, e tem por objeto a gestão dos contratos de partilha da produção, a gestão dos contratos de comercialização de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos da União e a representação da União nos procedimentos de individualização da produção e nos acordos decorrentes, conforme o marco legal do regime de partilha da produção.

A empresa é enxuta por excelência e combina a clássica estrutura funcional por projetos, buscando o melhor desempenho no cumprimento de objetivos estabelecidos na Lei, com foco na gestão de contratos e melhor aproveitamento de recursos.

Informações para a imprensa

Andréa Dunningham
21-35131764/994312991
andrea.dunningham@ppsa.gov.br

Cláudia Moreira
21-996136740
claudiamoreira@printrio.net

Patrisia Ciancio
21-35137751/98656-2877
patrisia.ciancio@ppsa.gov.br